Sabias que a luz artificial é um óptimo complemento da luz natural em dias mais sombrios, nomeadamente no Inverno? Continua a ler para saberes como podes ajudar as tuas plantas a ter um Inverno mais feliz.


 

Já sabes que as plantas precisam de luz para crescer e fazem-no através da fotossíntese e reagem aos espectros da luz natural de maneiras diferentes. A luz natural tem o espectro mais amplo, sendo que a extremidade azul do espectro de luz estimula o crescimento estrutural das plantas e o espectro vermelho ajuda a promover o crescimento das folhas e caules e potencia a floração.

Os baixos níveis de luz no Inverno dificultam o crescimento de algumas plantas que precisam de mais luz. Além disso, algumas divisões da tua casa podem não oferecer a luz certa para certas plantas, como por exemplo, divisões viradas a Norte. Utiliza luz artificial para compensar a falta de luz natural.

No entanto, nem todas as lâmpadas conseguem emitir o mesmo tipo de luz. Damos-te algumas dicas:

LUZ INCANDESCENTE

As lâmpadas incandescentes oferecem às plantas muito pouca luz útil, pelo que não são recomendadas como fontes de luz para o crescimento das plantas. Além disso, pelo facto de aquecerem muito, podem queimar as folhas das tuas plantas quando estão perto.

 

LUZ FLUORESCENTE

As lâmpadas fluorescentes atuais produzem menos calor do que suas antecessoras, permitindo que sejam colocadas mais perto das plantas. No entanto, oferecem às plantas menos espectros de luz do que os LEDs.

 

LUZ LED

As lâmpadas LED oferecem iluminação de espectro total, que é o mais próximo da luz natural e portanto, mais útil para as plantas. Para além disso, não aquecem.

 

No entanto, não te esqueças que as plantas precisam de, pelo menos, seis a oito horas de luz por dia, pelo que as lâmpadas terão de estar ligadas durante todo esse período e focadas para as plantas.