Gostas mais de água da torneira, fresquinha, gaseificada ou engarrafada? Pois é! Tal como nós, as plantas também têm as suas preferências no que toca à água que “bebem”.


 

O tipo de água influencia o crescimento das plantas, pois varia a quantidade de minerais (como o cálcio e o magnésio), de alguns químicos que podem estar presentes (como o cloro ou o fluor) e de alguns metais pesados.

O nosso conselho é começares por utilizar a água da torneira para regares as tuas plantas e observares se aparecem alguns sintomas que possam ter a ver com a água, como sejam: pontas das folhas queimadas, manchas necrosadas nas folhas, ou acumulação significativa de sais na superfície do substrato.

Deixamos-te algumas considerações sobre os diferentes tipos de água que podes usar para regares as tuas plantas.

 

ÁGUA DA TORNEIRA

A mais barata e acessível, é adequada para a maioria das plantas. A dureza da água pode alcalinizar o substrato e a presença de químicos, como o cloro e o flúor, pode ser tóxico para plantas mais sensíveis.

 

ÁGUA MINERAL (ENGARRAFADA)

É muito mais cara, nomeadamente se tiveres muitas plantas. Tem os minerais que são necessários para a planta crescer e não tem os químicos que podem ser tóxicos para as plantas.

 

ÁGUA DESTILADA

Não tem nem os minerais nem os químicos, pelo que é uma boa opção para plantas mais sensíveis, mas terás de compensar mais com fertilizantes.

 

ÁGUA DA CHUVA

Das melhores soluções, mas pode ser difícil de recolher em cidades/apartamentos.

 

ÁGUA DE AQUÁRIOS

A melhor água que podes dar às tuas plantas! Com os minerais necessários e sem químicos.