Corina, já tinhas alguma experiência com plantas?
Sim, desde pequena que os meu pais tinham plantas e o meu pai gostava de oferecer-me cactos. Desde que saí da casa dos meus pais, sempre gostei de ter plantas mas infelizmente não conseguiam resistir muito tempo.

Tens alguma planta associada à tua infância?
As hortênsias do quintal da minha avó fizerem parte da minha infância e trazem-me tão boas memórias de Trás-os-Montes!

Tens alguma planta preferida?
É difícil escolher porque todas elas têm o seu encanto. Como estou num processo inicial de aprendizagem, comecei por ter suculentas em casa e tem sido uma agradável surpresa!

O que acrescentam as plantas à IG&H?
Muito mais que o aspecto estético, as plantas trazem-nos serenidade, paz e uma sentimento de casa. Para além disso, responsabilidade por tomar conta delas: já aconteceu estar numa reunião e pensar que, quando terminar a reunião, tenho de ir lá cuidar da planta que já está a precisar.

O que te tem surpreendido mais com esta experiência?
Este projecto não é apenas ter plantas mas sim um despertar da nossa consciência para as plantas, aprender a ler os sinais delas e respeitá-las!
Tem sido uma experiência mágica em que as expectativas superaram! O grupo tem aumentado cada vez mais, criando um espírito de ajuda, partilha e conhecimento entre nós e as sessões de acompanhamento & WhatsApp com profissionais fazem toda a diferença para manter esta dinâmica / interesse. Para além disso, é um escape ao trabalho que, ao estarmos demasiados focados no trabalho não conseguimos pensar fora da caixa / ser criativos e ao cuidar / tratar da planta faz-nos relaxar e as ideias / soluções surgem! Sem dúvida, este tempo de pausa é precioso para o nosso bem estar.