Francisca, já tinhas alguma experiência com plantas?
Não, sempre tive convivência com plantas, mas não experiência.

Tens alguma planta associada à tua infância?
Sim, as buganvílias associadas à minha mãe, e as hortênsias associadas aos meus avós. Na altura eram as minhas favoritas.

O que te surpreendeu mais com esta experiência?
A atenção que as plantas precisam.

Qual a tua rotina no cuidado das plantas?
Os dias dedicados às plantas são os domingos e as quartas. Aos domingos dou especial atenção a todas, rego-as, limpo-lhes o pó e tiro as folhas secas. Às quartas a atenção recai mais sobre as mais sensíveis e as que necessitam de mais cuidado, nomeadamente os fetos. Nos restantes dias, se tiver mais calor e menos humidade borrifo-as com água.

Tens alguma planta preferida?
Na taproom, as minhas favoritas são os fetos. O que pode parecer estranho, porque inicialmente eram as que menos gostava esteticamente. No entanto, são as que dependem mais de mim e isso torna-as especiais. Não há nenhum dias que entre na Musa e que não olhe imediatamente para os fetos.

O que acrescentam as plantas ao espaço?
Dão essencialmente mais personalidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *