É frequente aparecerem casos de intoxicação por plantas?
Não. É frequente, sim, haver suspeita, sobretudo em animais que passeiam livremente nos jardins públicos, onde muitas vezes há plantas potencialmente tóxicas, e nos quais são por vezes feitos tratamentos fitossanitários, sem que exista a devida indicação. O CIAV já me ajudou, mais do que uma vez, com informação fundamental sobre o tipo de produto usado.

A toxicidade varia muito entre as espécies animais?
Com as devidas excepções, o que pode fazer mal a uma espécie, por norma, também tem efeitos nefastos sobre as outras. Muitas vezes o que faz a diferença é o peso do animal, o que faz com que a quantidade do princípio activo ingerido possa provocar efeitos mais ou menos graves.

Que indicações dás aos donos dos animais em relação às plantas tóxicas?
Pergunto sempre se têm plantas em casa, que tipo de plantas têm, se os animais têm fácil acesso às mesmas, e que tipo de adubo (líquido ou sólido) usam.

Quando não sabem, peço para tirarem uma fotografia e enviarem, para eu poder fazer a investigação. Indico também sites que considero fidedignos e aplicações para que os donos possam eventualmente utilizar.

Há alguma medida imediata que o dono do animal possa aplicar, caso suspeite de intoxicação por planta tóxica?
Há receitas caseiras para indução do vómito, mas é sempre importante confirmar que a intoxicação foi, de facto, por plantas, pois com alguns produtos de casa (detergentes ou desinfectantes) a indução do vómito pode estar contra-indicada.

O ideal é sempre ir ao veterinário e se tiver havido vómitos e os donos não souberem qual a planta, levar todas as partes que possam ajudar na identificação.

Há ainda soluções para serem administradas por via oral, que impedem parcialmente a absorção de alguns tóxicos.

Existe alguma lista consensual com a indicação deste tipo de plantas?
Consensual não. Existem plantas que estão em todas as listas, mas vai sempre depender da bibliografia consultada e do país de origem dos estudos.

Quais os sintomas e sinais mais evidentes de uma possível intoxicação por plantas?
Vómitos, diarreia, dor abdominal, excesso de salivação, alterações do padrão respiratório, alterações do estado mental, falta de apetite.

Há alguma forma de desviar a atenção em relação às plantas tóxicas?
Se as plantas estiverem num sítio fixo, o treino pode ajudar, mas a melhor forma é sempre limitar o acesso.

Dr. Simão Nabais,
Médico Veterinário no Hospital Veterinário do Restelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *